Inicio » Bólidos » Meteoro explosivo en las Azores

Meteoro explosivo en las Azores

Meteoro “explosivo” no céu açoriano registado por sismógrafos.

© Baltimore SunConforme vários testemunhos oculares cedidos ao Observatório Astronómico de Santana – Açores (OASA), foi identificado na passada noite de 02 de fevereiro um fenómeno luminoso a Oeste dos Açores em várias ilhas do grupo central e em São Miguel, ao qual se seguiu um estrondo. O fenómeno foi observado às 20 horas e 20 minutos locais com maior intensidade na ilha Graciosa.

O fenómeno poderá ser facilmente explicado pelo embate na atmosfera de um meteoróide (possivelmente um asteróide de pequenas dimensões) que gerou um meteoro facilmente visível e que se definiu por um feixe de luz que terminou numa visível explosão. Na possibilidade de ter uma dimensão maior que a dos normais meteoróides, ao invés de ser desfeito pela fricção, o meteoróide terá batido na atmosfera causando o consequente estrondo ouvido, assim como a vibração sentida resultante da onda de choque. O asteróide ter-se-á desintegrado sobre o mar, havendo poucas possibilidade de serem encontrar meteoritos (nome dado aos meteoróides que atingem a superfície).

Conforme o CIVISA, através de declarações de Teresa Ferreira à Antena 1 Açores, foi ainda sentida uma vibração nos sismógrafos que se pode “assemelhar aos efeitos de um sismo grau III da escala de Mercalli”. Teresa Ferreira explicou ainda que foi registado um sinal “em várias estações sísmicas do arquipélago, desde a ilha de S. Jorge até à ilha de S. Miguel (…), estações distanciadas a mais de 200 quilómetros o que torna plausível que terá sido algo que aconteceu, na atmosfera, ou seja, a uma altitude superior àquela que normalmente acontece a atividade sísmica.”

A delegação regional do Instituto Português do Mar e da Atmosfera confirmou também o embate do meteoro na atmosfera “pelas 21:20 TUC sobre a Ilha Graciosa. Na sua entrada na atmosfera terrestre terá causado uma onda de choque que foi registada à superfície sequencialmente nas estações sísmicas das ilhas do Pico, S. Jorge, Graciosa e Terceira. O impacto da onda de choque sobre a ilha Graciosa terá causado um abalo semelhante a um sismo de grau II na escala de Mercalli.” Na figura são apresentados os registos da onda de choque sentida nas estações sísmicas da Graciosa.

O OASA continuará a atualizar esta notícia conforme a disponibilização de novos dados. Não existe ainda qualquer registo fotográfico do fenómeno. Caso o tenham, agradecíamos o contacto para geral@oasa.pt

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: